CAPA Tocando Bandolim

Blog Tocando Bandolim

Aula sobre improvisação no bandolim (Especial Canal GP)

Rafael Ferrari      quarta-feira, 10 de maio de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

Aula de improvisação no bandolim

 

 

FAAAAAAALA bandolinistas, tudo bem com vocês?

 

Neste artigo eu vou falar um pouco sobre improvisação! SIM! Nesta aula de bandolim, vou dar algumas dicas sobre a maneira como eu penso para improvisar, criar frases de improviso, compor melodias improvisadas ou fazer variações melódicas na hora em que estou tocando alguma música no bandolim.

Muita gente me pergunta nas redes sociais, no meu canal no YouTube, nos grupos de alunos dos cursos que eu tenho online e também presencial! 

É fato que improvisação é um tema que fascina músicos de todos os instrumentos, de diversas idades, que toquem qualquer gênero musical... E a resposta que eu tenho aos alunos mais iniciantes é uma só: vocês precisam configurar a mentalidade de vocês pra entender que música não se aprende da noite pro dia. Que pra ser um bom músico é preciso conviver algum tempo com a música! O que isso quer dizer? Quer dizer que precisamos pegar o bandolim e tocar todo dia, mesmo que um pouquinho, poucos minutos, que devemos estudar teoria musical, tirar músicas de ouvido, aprender a ler partituras, trocar ideias com outros músicos, assistir a vídeos dos músicos que admiramos e que tem algo substancial a ensinar, tirar um tempo no dia para SOMENTE estar com os ouvidos atentos para ouvir música sem nenhuma distração, estudar harmonia, arranjo, escrever as músicas que tira de ouvido, praticar solfejo, ir a shows, participar de rodas com os amigos, etc, etc, etc... Tudo isso é estudo pois é convivência com a linguagem musical e faz parte da nossa formação como músico. Independente da forma como queremos usar a música em nossas vidas: se como profissionais ou como um robe/diversão.

Saber música é o mesmo do que poder se expressar através dela. Ou seja, quanto mais souber, mais conseguirá expressar o que sente e interagir com a música que te rodeia.

 

Falando em improvisação, que é o tema deste artigo, é preciso seguir um caminho para se chegar a primeiro entender o que é improvisação e depois, conseguir improvisar de fato.

Existem dois caminhos que, na minha opinião, andam juntos e não devem estar desconectados, para se chegar a ser um bom improvisador. E um bom improvisador não significa apenas aquele músico que faz solos rápidos e quase impossíveis de acompanhar! Improvisar é muito mais do que isso. É ter consciência da música como um todo: melodia, harmonia, ritmo...

Improvisar é brincar com as notas de uma melodia, recriá-la, é inverter ou substituir os acordes de uma música (reharmonizar), é brincar com as divisões rítmicas criando variações sobre o acompanhamento... E estes são apenas poucos exemplos práticos do que improvisar significa.

 

Na aula de hoje eu quis mostrar de maneira bem superficial como tu pode pensar para começar a experimentar os primeiros passos na improvisação melódica, criando fraseados teus nas músicas que toca.

 

Se inscreva e acompanhe os conteúdos do Canap GP no Facebook e também no YouTube

 

Primeira dica pra quem é solista de bandolim: TEM QUE SABER AS HARMONIAS! (Se não souber as harmonias, é o mesmo que querer caminhar sem um chão embaixo dos pés!)

Segunda dica: TEM QUE TOCAR DE MEMÓRIA! (Tocar lendo é uma barreira enorme. Se tu não sabe nem a melodia original, como vai querer improvisar algo?)

Terceira dica: TIRE MÚSICAS DE OUVIDO! (É a melhor maneira de adquirir consciência sobre tudo que há numa música: harmonia, melodia, forma, ritmo, dinâmica, estilo, etc...)

Quarta e última dica: Essa vem de uma frase do grande clarinetista Nailor Proveta: "Quando tocares 200 choros de cor, com certeza já estará improvisando..."

 

Ou seja, tenham a música como uma companheira diária, como uma parceira de vida, como uma amiga íntima e confidente. Tu só terá intimidade com a música se conviver muito com ela, tal e qual acontece com nossos melhores amigos, nossa esposa, filhos... Se não há convivência não há intimidade e se não há intimidade, as coisas ficam mais difíceis e distantes!

 

Assistam o vídeo e não se esqueçam de se inscrever lá no canal do YouTube e de recomendar o canal e o blog para os seus amigos!!



 

Bom, eu espero que vocês tenham gostado deste conteúdo e que ajude vocês a começar a compreender melhor o tema IMPROVISAÇÃO.

 

Se vocês quiserem evoluir musicalmente, aprender teoria musical e entender os princípios que irão te fazer um bom improvisador, indico fazer o curso Teoria Musical DESCOMPLICADA.

Clique na imagem abaixo e veja o conteúdo e como fazer pra assinar.

 

Curso Teoria Musical Descomplicada com Rafael Ferrari

Comentários


Rafael Ferrari

Sobre o autor

Rafael Ferrari é bandolinista, compositor gaúcho. Já tocou ao lado de feras como Hamilton de Holanda e Toninho Horta e há 15 anos dedica-se a estudar, criar conteúdo e ensinar bandolim.

 

Parceiros

 

Aulas de Bandolim

 

Tocando Bandolim AULA #01

AULA #02 Tocando Bandolim

AULA #03 Tocando Bandolim

AULA #04 Tocando Bandolim

AULA #05 Tocando Bandolim

AULA #06 Tocando Bandolim

AULA #07 Tocando Bandolim

AULA#08 Tocando Bandolim

AULA #10 Tocando Bandolim


Baixe o e-Book GRÁTIS:

ESCALAS PARA BANDOLIM

e-Book ESCALAS PARA BANDOLIM

 

Quer cria um site?